Engenharia Biomédica

Engenharia Biomédica surgiu como curso de graduação há poucos anos e  já assumiu um lugar de destaque dentre os cursos de Engenharia, tendo em vista a grande necessidade de utilizar a tecnologia em prol da Medicina, buscando soluções eficazes nos diagnósticos e na prevenção de problemas de saúde.

O curso é oferecido na modalidade de bacharelado e forma profissionais capacitados a analisar, propor, projetar e desenvolver equipamentos e programas de computador que auxiliem e deem mais segurança aos profissionais da área da saúde no diagnóstico e tratamento de doenças.

O Curso

curso de Engenharia Biomédica possui uma grande interdisciplinaridade, possuindo matérias comuns à Engenharia como Matemática, Física e Química, além de Biologia e matérias relacionadas à Tecnologia da Informação (TI), como Desenvolvimento de Software e Eletrônica. As Ciências Médicas e Biológicas também estão presentes durante curso, com disciplinas como Anatomia, Fisiologia e Bioquímica, entre outras.

O graduado em Engenharia Biomédica desenvolve equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos, tanto para diagnóstico de doenças quanto para o tratamento. Projeta a estrutura dos equipamentos, monta-os e faz sua manutenção corretiva e preventiva, calibrando-os e aferindo sua precisão. Com conhecimentos na área de informática e eletrônica, cria softwares que otimizam o uso das máquinas pelos profissionais da saúde. Também gerencia a área de compras de equipamentos. Realiza ainda pesquisas científicas sobre materiais e instrumentos biomédicos.

Este engenheiro atua, ainda, em clínicas médicas, centros de saúde, laboratórios farmacêuticos e de análises clínicas, em serviços especializados em manutenção hospitalar e em centros de pesquisa. Pode-se trabalhar nesta área com um curso tecnológico.

Mercado de Trabalho

A profissão de Engenharia Biomédica é regulamentada desde 2008 e para exercê-la é obrigatório possuir diploma de curso superior reconhecido pelo MEC e obter registro profissional no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

A maior procura por engenheiros biomédicos parte atualmente do setor hospitalar. O graduado é contratado para cuidar da operação e da manutenção de equipamentos médicos usados no diagnóstico de doenças e em terapias.

O bacharel também é demandado por indústrias nacionais de equipamentos de saúde, assim como por multinacionais que fabricam esses equipamentos, entre elas GE, Siemens e Philips. Em ambos os casos, é contratado para elaborar projetos e operar ou fazer a manutenção de máquinas, como aparelhos de ultrassom, de mamografia e ressonância magnética.

A área de regulamentação de equipamentos importados também gera demanda. O graduado trabalha, ainda, em empresas de certificação de qualidade, universidades e institutos de pesquisa.

Compartilhe
Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
https://engenhariahoje.com/engenharia-biomedica/
LinkedIn
Instagram

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *