Notícias

Procon multou a Apple em R$ 10 milhões pela venda de iPhones sem carregador

Com efeito, a decisão de comercializar iPhones sem carregador, sem os adaptadores de tomada, em outubro de 2020, gerou grande insatisfação.

Visto que não apenas os usuários reclamaram, mas até órgãos de Defesa do Consumidor, como o Procon-SP, viram a medida como abusiva.

Contudo, a Apple vê essa retirada dos adaptadores da caixa dos aparelhos, como uma medida eficaz para diminuir o lixo eletrônico.

Ou seja, é um dos objetivos da política ambiental da empresa. Vale lembrar que os fones de ouvido também foram retirados.

Justificativa da acusação

Em primeiro lugar, apesar da decisão da empresa ser pensando na sustentabilidade, o Procon-SP, como muitos consumidores, não aprovaram.

Pois desde o lançamento do iPhone 12, tanto os modelos novos como os antigos do catálogo, passaram a vir sem carregadores, apenas com cabo. De forma a obrigar os usuários a fazerem uma segunda compra.

Nesse sentido, o Procon justifica que o cabo perde a sua utilidade e a segunda compra prejudica o consumidor.

Além disso, o Procon ainda usa os seguintes pontos para justificar a aplicação da multa:

  • Por propaganda enganosa: iPhones 11 Pro sofreram danos ao serem expostos à água, enquanto a propaganda atesta o contrário. A Apple explicou que a resistência não é permanente e pode reduzir;
  • Cláusulas abusivas relatadas no termo de garantia contra defeitos não aparentes;

Tudo isso, segundo o Procon, desrespeita o Código de Defesa do Consumidor.

Multa por iPhones sem carregador

Logo após a decisão vir à público, o Procon solicitou explicações à empresa. Ainda pediu que ela disponibilizasse o carregador aos compradores.

Assim, a partir de dezembro, o órgão de defesa do consumidor questionou também a diferença de preços em relação ao produto completo.

Entretanto, sua resposta não foi positiva e a empresa manteve sua decisão.

Como resultado, o Procon-SP resolveu manter a multa de aproximadamente R$ 10,5 milhões de reais! Mas a Apple ainda tem o direito de recorrer e defender-se.

E você, o que acha da venda de iPhones sem carregador? Agora, é preciso aguardar para ver a resposta da Apple.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução: Reuters

Fonte: CNN Brasil

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo