Curiosidades

Veja o que é barreira do som e entenda o funcionamento de aviões supersônicos

A relação entre a barreira do som e os aviões supersônicos já tem algum tempo, e é vista atualmente até em eventos como atração.

Em seguida, confira mais sobre o que é a barreira do som e o funcionamento de aviões supersônicos:

O que é a velocidade do som e a barreira do som?

O som se propaga por meio de ondas, e o exemplo mais famoso ensinado dessa propagação é a de jogar uma pedra em um lago.

Ao jogar uma pedra, haverá uma onda circular criada pelo impacto, assim como o som quando viaja pelo ar.

Já no caso de atirar diversas pedras em um mesmo ponto e em intervalos regulares, as ondas formadas serão concêntricas, e irão se expandir em uma velocidade constante.

A velocidade dessa propagação é chamada de velocidade do som, e ao nível do mar em condições de atmosfera padrão, essa velocidade é de 1.226 km/h (340 m/s).

Assim, quando um avião se desloca a essa velocidade citada, ele estará voando a “Mach 1”, por exemplo.

As outras velocidades, como “Mach 2”, o “Mach 3”, o “Mach 4” e o “Mach 5” são os múltiplos da velocidade do som.

Como um avião supersônico funciona

Ao se deslocar na atmosfera, os objetos sempre comprimem o ar a sua volta, especialmente o ar que está à sua frente e são criadas “ondas de pressão”, assim como as pedras que foram atiradas em um lago.

Quando um avião voa abaixo da velocidade do som, as ondas de pressão viajam de forma mais rápida e se espelham por todo lado, inclusive à frente desse avião.

Já quando o avião voa em uma velocidade igual à do som, ele estará tanto acompanhando quanto comprimido o ar que está à sua frente com a mesma velocidade de propagação.

Desse modo, há um acúmulo de ondas no “nariz” do avião, e ao manter essa velocidade e ultrapassando a barreira do som por um certo tempo, as ondas de pressão que o próprio avião produziu ficarão para trás.

Quando o ar em um fluxo supersônico é comprimido, tanto sua pressão quanto densidade aumentam, gerando uma “onda de choque”.

Essas ondas de choque são geradas inúmeras vezes quando um voo com velocidades acima de Mach 1 está ocorrendo.

Estrondo sônico

São as ondas de choque que produzem o estrondo sônico, o barulho ensurdecedor que é ouvido quando um avião ultrapassa o Mach 1, que é o responsável por, às vezes, quebrar vidros ou criar rachaduras em paredes.

A intensidade desse som depende de fatores como a dimensão do objeto, forma, velocidade do voo e também altitude e por isso as autoridades também limitaram a a operação de voos em velocidades supersônicas sobre os continentes, evitando possíveis danos.


Fonte: Tecmundo e Wikipedia

Imagem em destaque: Foto/Reprodução

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo