Notícias

Cientistas conseguiram criar buraco negro artificial com gás e laser

Os novos tempos estão sempre nos surpreendendo, muito do que era apenas visto na ficção, está se tornando realidade. Uma das novidades é que os cientistas conseguiram criar um buraco negro em laboratório, utilizando gás e laser.

O objetivo era comprovar uma teoria de Stephen Hawking, que os buracos negros são muito mais dinâmicos do que imagina: emitem luz e radiação. E que também ela não mudam de intensidade, sendo considerada uma energia estacionária.

Esse fenômeno não poderia ser observado em um buraco negro natural com a tecnologia atual, pois devido a distância que está, mal chega a luz e radiação por aqui.

O buraco negro em laboratório foi construído com cerca de 8 mil átomos de rubídio, mantidos na temperatura de –273,13°C e estabilizados com um laser. Dessa forma, geraram o tão conhecido Condensado de Bose-Einstein.

E ainda conseguiram criar o horizonte de eventos, mostrando que parte do gás se movia muito mais lento que outro.

Foi um desafio tirar uma foto para entender o acontecimento, pois o calor era capaz de destruir o buraco negro, os cientistas foram tão persistentes, que tentaram mais de 97 mil vezes durante 124 dias.

O que achou dessa notícia? Continue acompanhando o Engenharia Hoje para conhecer mais sobre Tecnologia, Inovação, Ciência, Sustentabilidade e muito mais.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução Internet

Fonte: Live Science

Engenharia Hoje

Há mais de 9 anos no mercado, o Engenharia Hoje é um dos maiores portais de engenharia do país, sempre levando conteúdos sobre Tecnologia, Inovação e muito mais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo