Sustentabilidade

Empresa criou sabão com microrganismos que limpam a água de rios

A água mineral Andea, em parceria com agência de criação Fahrenheit DDB e pesquisadores da CIRSYS, criou um sabão com microrganismos que limpam a água de rios.

A pesquisa para a criação do sabão durou dois anos, e tinha como principal objetivo descobrir como proteger os cursos de água naturais, incluindo aqueles que alimentam a nascente de onde a marca obtêm seus produtos.

Origem do projeto AWA

A origem do “projeto AWA” também é cultural, uma vez que diversas mulheres peruanas lavam as roupas da família na água dos rios.

No entanto, os detergentes químicos utilizados para lavar a roupa auxiliam na contaminação da água do rio, que também é usada para beber.

Sabão com microrganismos

O segredo do sabão é um microrganismo com função probiótica que se alimenta de poluentes da água.

Para que o projeto fosse capaz de chegar nos rios, a Andea criou um sabão em barra que libera esse microrganismo quando usado para lavar as roupas.

Segundo a empresa, as amostras de água que foram coletadas antes e depois do sabão AWA indicaram que a qualidade da água melhorou em até 75%.

Barras foram distribuídas de forma gratuitas em comunidades

Comunidades que vivem próximas aos rios e contam com o hábito cultural de lavar as roupas no Peru ganharam as barras deste sabão de forma gratuita.

De acordo com as estimativas, cerca de 159 milhões de pessoas em todo o mundo ainda bebem água não tratada de fontes de água de superfície.

Como resultado, a uma fórmula que pode ser aplicada em qualquer lugar do mundo também foi disponibilizada de forma gratuita.

Organizações ambientais, fabricantes de detergentes e também agências governamentais ganharam a fórmula do sabão para auxiliar a limpar a água de outros rios espalhados pelo mundo.


Fonte: Ciclo Vivo

Imagem em destaque: Foto/Reprodução Projecto AWA

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo