Inovação

Brasileiro criou primeira telha hidropônica

A primeira telha hidropônica foi criada pelo engenheiro agrõnomo Sérgio Rocha, possibilitando cultivar diversos tipos de plantas.

Entre as principais plantas que devem ser cultivadas utilizando as telhas, estão as verduras, os legumes e também os grãos.

A telha hidropônica foi batizada de Kaatop, sendo mais leve que uma telha convencional e totalmente à prova de infiltrações, sendo vedada pelo próprio encaixe das telhas.

O produto já foi testado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas e nenhuma infiltração foi constatada, além do produto final já atender a norma de desempenho ABNT NBR 15575-2:2013, como elemento de vedação.

Além do peso e de ser à prova de infiltrações, todo o sistema da telha hidropônica é automatizado, permitindo que o agricultor monitore de forma remota alguns quesitos, como:

  • teor de adubação;
  • consumo de água;
  • temperatura;
  • pH;
  • umidade.

A telha foi inspirada nos tecidos vegetais que conduzem seiva, sendo capaz de permitir a passagem de mangueiras de gotejamento e distribuição da água internamente por capilaridade.

Surgimento da telha hidropônica

O agrônomo e a ecóloga Fabiana Scarda já trabalhavam com o desenvolvimento de tecnologias para telhados verdes e jardins suspensos desde 2008, atráves do Instituto Cidade Jardim.

Foi através de um problema a Kaatop foi criada: diversos materiais não podem receber sobrecarga de forma permanente, sendo um desafio instalar jardins sobre coberturas com telhas convencionais.

A ideia começou em 2012, e em 2016 a ideia foi selecionada para participar do programa Cidades Inteligentes – Cidades Sustentáveis da FAPESP.

Segundo Sérgio, em troca de 20% de participação, os recursos foram levantados para desenvolver um sistema interno de circulação de água, o que viabilizou o cultivo dentro da própria telha.

Todos testes de avaliação já foram realizados na Universidade de Bolonha (Itália), na Universidade Técnica de Berlim e no Centro de Excelência em Telhados Verdes em Neubrandemburg (Alemanha).

A pesquisa de desenvolvimento da Kaatop também foi finalista na Conferência Europeia de Infraestrutura Verde, em Londres (Inglaterra).

 Capacidade da telha

Segundo os desenvolvedores, é possível cultivar até 20 mudas ornamentais ou agrícolas por metro quadrado.

Durante os testes realizados na Itália, o cultivo em apenas sete metros quadrados foi suficiente para as necessidades diárias de vegetais para uma pessoa (400g por dia, recomendados pela FAO).

Sérgio também afirmou que dependendo do cultivo, os números podem ser maiores, como em áreas grandes como um shopping de 10 mil metros quadrados, onde haveria uma produção de duas toneladas em uma safra.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo