Inovação

Estudante Filipino criou painel solar com restos de alimentos

O estudante filipino Carvey Ehren Maigue fez um painel solar com restos de alimentos, chamado de AuREUS (Aurora Renewable Energy UV Sequestration).

Grande parte dos painéis solares são compostos por células fotovoltaicas feitas a partir de materiais semicondutores, como no caso do silício.

No entanto, o estudante de engenharia produziu com resíduos orgânicos, o que nunca havia sido tentado antes.

O material desenvolvido por Maigue pode ser anexado a uma estrutura ou superfície pré-existente, e os protótipos mais atuais criados do AuREUS são propícios para estruturas de edifícios externas ou para janelas.

Esse material criado é capaz de coletar a luz ultravioleta e a converter em uma luz visível para gerar eletricidade, funcionando mesmo em dias que estejam nublados.

Resultados da produção de energia

O sistema AuREUS foi capaz de produzir energia durante aproximadamente 50% do tempo, segundo os testes preliminares que foram realizados.

Em painéis convencionais, a produção de energia se dá em 15% a 22% do tempo, devido ao funcionamento somente em condições claras e de frente para os raios solares.

Enquanto isso, o painel produzido com restos de alimentos absorve as energias dos raio UV invisíveis que passam pelas nuvens.

Além disso, há a potencialização do resultado ao capturar os raios que são refletidos em pavimentos e fachadas de edifícios vizinhos, por exemplo.

Painel solar com restos de alimentos ganhou prêmio internacional

O prêmio internacional James Dyson, que contempla invenções tecnológicas foi para o estudante filipino, na categoria de sustentabilidade.

De acordo com o estudante, ele deseja não só criar uma forma melhor de energia renovável que utilize recursos naturais, como também um criar um futuro que seja sustentável e regenerativo.

James Dyson, fundador e engenheiro-chefe da empresa, que realiza a premiação internacional, também comentou sobre o protótipo do estudante:

“Como agricultor, vejo um grande potencial na tecnologia de Carvey para gerar energia limpa e renovável. A tecnologia do sistema AuREUS conserva espaço usando estruturas pré-existentes, utiliza recursos atuais e fluxos de resíduos e apoia as comunidades agrícolas locais”

James Dyson

Além disso, Dyson também afirmou que a ideia de utilizar resíduos da colheita reciclada irá desenvolver um sistema de ciclo fechado.

Como resultado, o engenheiro-chefe também acrescentou em seu discuro que a utilização desses resíduos é inteligente e mostra uma estreita ligação entre a agricultura e a tecnologia.


Imagem em destaque: Foto/ Reprodução James Dyson

Fonte: Canal Solar e Gazeta do Povo


Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo