Notícias

Cientistas conseguiram conversar com pessoas durante sonhos

Entender o mecanismo do sonho e como ele influencia a realidade, sempre foi um desafio para a Ciência.

Entretanto, um estudo recente publicado na Revista Current Biology, mostra: pesquisadores entrevistaram pessoas imersas em sonhos lúcidos.

Assim, o objetivo do estudo foi explorar, de modo científico, as experiências advindas de sonhos. Além de conversar com os indivíduos no momento exato em que estão sonhando.

Com efeito, pesquisadores participantes, como o neurocientista Ken Paller, obtiveram respostas positivas.

Como o estudo foi feito?

Antes de tudo, pesquisadores de países diferentes, selecionaram 36 voluntários, divididos em:

  • Experientes em ter sonhos lúcidos (a própria pessoa dormindo tem consciência de que está sonhando, durante o sono REM);
  •  Sem experiência anterior;
  • Portador de narcolepsia (distúrbio de sonolência diurna excessiva e sonho lúcido frequente).

Logo após, os pesquisadores treinaram os voluntários. Com o intuito de fazê-los reconhecer ao estarem em sonho lúcido.

Assim, os estímulos sonoros e visuais foram usados tanto no treinamento como na prática.

Em seguida, um total de 57 sessões experimentais foram feitas.

Para isso, métodos polissonográficos aplicados, mostravam a atividade cerebral, respiratória e muscular dos voluntários no sono.

Depois, ao reconhecerem estar no sonho lúcido, respondiam com movimentos oculares ou de contração da face.

A partir daí, os pesquisadores realizaram perguntas de “sim ou não” e contas matemáticas simples.

Respostas sobre sonho e comunicação

Como resultado, no geral, 18,4% das tentativas tiveram respostas corretas. O suficiente para confirmar:

  • A existência de uma comunicação bidirecional;
  • Compreender mais o “sonho interativo” e suas dimensões cognitivas;
  • Que há a chance de aprender mesmo durante o sonho.

Ademais, os indivíduos relataram ouvir a voz dos entrevistadores como exterior ao sonho ou como parte dele.

Aliás, o que foi dito pelo entrevistador era até lembrado por alguns deles.

Todavia, houve também respostas erradas e alguns relatos pós-sono diferentes do acontecido.

Em síntese, os cientistas afirmam que esse estudo permite entender melhor os sonhos. E mais: suas consequências para a saúde do indivíduo. Não deixe de compartilhar!


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo