Tecnologia

Edifício foi impresso em 14 horas com robô solar

Um “edifício” foi impresso em 14 horas apenas com um braço de robô solar, espuma e é claro, com o sol!

Por enquanto, se trata apenas de um protótipo, criado por uma equipe de pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute Of Technology).

O robô não só é capaz de imprimir espuma, como também outros elementos, como por exemplo:

  • gelo;
  • sujeira;
  • vidro;
  • feno.

Esse método de construção autônoma pode ser aplicado tanto em áreas remotas, como em áreas de desastre, onde os robôs somente necessitariam da luz e de matérias-primas no local.

Além disso, de acordo com o líder do desenvolvimento do sistema, Steven Keating, no futuro o objetivo é ter algo totalmente autônomo:

“(…) você poderia enviar para a lua ou Marte ou Antártica, e o robô simplesmente sairia fazendo esses edifícios por anos”

Steven Keating, graduado em engenharia mecânica e ex-pesquisador afiliado do grupo Mediated Matter no MIT Media Lab

Como funciona o robô solar?

Se trata de um veículo rastreado que conta com um braço robótico industrial, havendo um braço robótico menor de movimento preciso em sua extremidade.

Esse braço pode ser utilizado para direcionar qualquer bico de construção convencional ou não convencional, para derramar concreto, pulverizar materiais, etc.

O “edifício” construído foi um protótipo para construir estrutura básica das paredes, em uma cúpula de 15 metros de diâmetro e 3,6 metros de altura.

Em seguida, confira o vídeo do robô solar construindo o “edifício”:

O sistema, chamado de Digital Construction Platform (DCP), deve ser facilmente adaptado a locais de construção e também a equipamentos já existentes.

Além disso, segundo os pesquisadores, o robô solar também se encaixará nos códigos de construção já existentes, sem ser necessário novas avaliações.

Testes iniciais

Nos testes iniciais realizados, o DCP fabricou a estrutura de isolamento com espuma, a fim de formar uma estrutura de concreto finalizada.

O método de construção utilizado, nos quais os moldes de espumas de poliuretano são preenchidos com concreto, também é similar às técnicas tradicionais de cofragem de concreto isolado comercial.

O equipamento também utiliza uma concha que pode ter como função preparar a superfície e para adquirir materiais locais próximos.

O robô solar não só pode funcionar com energia solar, como também pode ser operado eletricamente, mesmo quando alimentado por painéis solares.


Fonte: Mashable e MIT News

Imagem em destaque: Foto/Reprodução Steven Keating, Julian Leland, Levi Cai, e Neri Oxman/Mediated Matter Group

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo