Curiosidades

Mulheres de país da África decoram casas de barro

Mulheres da Burkina Faso, um país extremamente pobre da África Ocidental, estão decorando casas de barro devido à cultura de sua vila.

A cultura do país é forte e rica, especialmente na vila Tiébélé, que abriga o povo chamado Kassena ou Gourounsi, que é conhecido por sua arquitetura tradicional.

Na arquitetura, é comum que o chamativo sejam as casas de barro, em que as paredes são decoradas pelas mulheres da comunidade.

Arquitetura das casas de barro

Esta tradição ocorre desde o século XVI, que desde então utiliza as matérias-primas que são encontradas no próprio local, como terra, madeira e palhas.

Originalmente, a terra era misturada com água e esterco de vaca, a fim de criar uma consistência para que as paredes fossem moldadas.

No entanto, hoje o povo constrói suas paredes com barro e esterco de vaca, também usando fundações apoiadas em grandes pedras.

Essas paredes costumam ser grossas, com aproximadamente 30 cm de espessura e totalmente sem janelas, sem contar com pequenas aberturas para entrada de luz.

O fato de não existir janelas e haver pequenas (uma ou duas) aberturas mostra que o povo busca se proteger do calor do sol e também de inimigos ou invasões que podem ocorrer.

Pintura realizada por mulheres

A pintura é o grande chamativo, sendo realizado por mulheres da vila a partir de lama colorida e giz branco.

Elas costumam fazer desenhos e símbolos de religiões ou tradições do povo, para então finalizar as paredes com pedras.

Essas pedras utilizadas pelas mulheres da vila tem como objetivo polir e também garantir que a cor não irá desbotar.

Por fim, também é utilizado um verniz em toda a superfície, que é feito com vagens de neré, uma árvore de alfarroba da África.

A decoração não é somente bonita, visto que o processo de decoração busca proteger as paredes antes da estação chuvosa chegar à vila.

As matérias primas utilizadas unidas a compactação e revestimento das paredes fazem com que as casas sejam resistentes ao calor e possíveis invasões, sendo uma grande parte da cultura dos Gourounsi.

usuário encontra-se em repouso ou se movimentando pouco.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução Rita Willaert

Fonte: Ciclo Vivo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo