Inovação

EUA esconde antenas 5G em Cactos Gigantes

Os equipamentos chamam a atenção pela nova maneira de ocultação. A antenas 5G ficam escondidas e disfarçadas de cactos no meio de uma rodovia.

A tecnologia e a paisagem

Uma das técnicas para esconder equipamentos usados no ambiente externo é aproveitar a própria paisagem. Dessa maneira, é possível deixar preservada tanto a segurança das antenas, quanto preservar o visual local.

Há anos as empresas gastam dinheiro para realizar a ocultação de antenas 4G em diversos tens de paisagens. Caixas d’água, palmeiras, folhas soltas, sempre-vivas, por exemplo, são usadas há algum tempo para este fim.

Com a criação da tecnologia das antenas 5G, parece que essa tendência só aumentou. Por isso, a moda das empresas agora é investir alto em ocultação: o nome da técnica de esconder as antenas em elementos do ambiente.

As antenas 5G disfarçadas de cactos

Nos Estados Unidos, na cidade do Arizona, a paisagem é típica de ambientes secos. Então, a ideia foi usar os cactos para esconder os equipamentos de metal das antenas.

Para quem observa de longe, parecem cactos de verdade. Mas são estruturas que simulam o formato da planta. Dentro delas, as antenas funcionam normalmente.

As necessidades futuras

Conforme a tecnologia se desenvolve, a ocultação também precisa acompanhar a evolução. O desafio agora é adaptar essas camuflagens para o funcionamento do 5G.

Conforme explicam os especialistas, a frequência do 5G trabalha em ondas mais altas do que o antigo 4G. Então é mais fácil que o ambiente possa bloquear o sinal.

Portanto, para resolver esse problema as antenas devem estar a cada 100 metros de distância uma da outra. Uma outra alternativa que poderá ajudar muito na melhora do sinal: postes de luz, que também não tiram as características do ambiente.

Gostou do conteúdo? Então clique aqui e saiba mais novidades sobre ciência e tecnologia.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução: Valmont Industries.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo