Notícias

Elon Musk irá oferecer internet via satélite por US$ 9,25 para população de baixa renda de todo planeta

Se você ainda não ouviu falar da Starlink do bilionário Elon Musk, certamente irá conhecer nos próximos anos, que conta com planos audaciosos de levar internet acessível para o mundo inteiro, inclusive para regiões remotas.

E a notícia mais interessante, é que o homem mais rico do mundo irá criar um plano focado na população de baixa renda, onde a mensalidade da internet será de apenas US$ 9,25 e do telefone será de apenas US$ 5,25, cerca de R$ 49,67 e R$ 28,19, na cotação do dólar de 14/02/2021.

Também já mostramos em uma de nossas matérias, que a banda larga espacial está ‘transmitindo 1440p e 4K com buffer zero’ e uma captura de tela de outro cliente mostra uma velocidade de latência de 38 milissegundos.

A internet Starlink já conta com mais de 10 mil clientes e foi criada pela SpaceX (empresa de Elon Musk), que já está coordenando a maior frota de satélites para oferecer internet inclusive para as áreas mais desconectadas do mundo.

SpaceX também já conta com a permissão para implantar software para milhões de clientes em todo o mundo. A internet já tem previsão de chegar ao Brasil neste ano.

Esperamos que essas inovações possam trazer internet mais acessível e permitir que o mundo tenha maior conectividade.

O que você acha dessa novidade? Deixe sua opinião nos comentários.

Ofertas e cupons

Amazon Prime, 30 dias grátis da “Netflix da Amazon”, ebooks grátis e frete grátis em entregas: [Clique aqui]

Kindle 10a. geração com iluminação embutida – Cor Branca: [Acesse aqui]

Americanas, cupom com 15% de OFF: [Clique aqui]


Imagem em destaque: Foto/Reprodução internet

Fonte: Exame

Engenharia Hoje

Há mais de 9 anos no mercado, o Engenharia Hoje é um dos maiores portais de engenharia do país, sempre levando conteúdos sobre Tecnologia, Inovação e muito mais.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo