Notícias

INPE recebeu as primeiras imagens do satélite Amazônia 1

As primeiras imagens do satélite Amazônia 1 foram recebidas no Brasil na semana passada, após 2 dias de testes com os subsistemas do satélite.

As imagens recebidas no 3 de março foram anunciadas nesta quarta-feira (10), pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

O satélite Amazônia 1 é o primeiro satélite de observação da Terra que foi tanto projetado quanto testado e operado por nosso país.

O objetivo do satélite é auxiliar no monitoramento do desmatamento na Amazônia, e também faz parte dos equipamentos que formarão o sistema DETER de observação.

Primeiras imagens do satélite Amazônia 1

O satélite Amazônia 1 capturou em suas imagens as seguintes regiões:

  • Região Metropolitana e o Litoral de São Paulo;
  • O reservatório de Sobradinho;
  • Rio São Francisco;
  • Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A câmera WFI do satélite foi ligado durante duas passagens diurnas, sendo que a primeira passagem teve início às 9:57:27 e fim às 10:08:27.

Na primeira passagem, os dados foram recebidos pelas estações terrenas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais de Cuiabá (MT) e de Cachoeira Paulista (SP).

A segunda passagem começou às 11:35:27 e teve fim às 11:47:57, sendo os dados também recebidos do INPE de Cuiabá (MT).

Após os dados das passagens serem recebidos e devidamente gravados, o processamento dessas informações ocorreu em São José dos Campos e também em Cachoeira Paulista, ambos em São Paulo.

Futuro do satélite

Atualmente o satélite está ainda em fase de manobra para que possa ser colocado em sua órbita nominal.

É esperado que ele seja colocado até o dia 15 de março, para então começar a fase de comissionamento da câmera.

Nessa próxima fase, serão avaliadas tanto a qualidade radiométrica quanto geométrica das imagens tiradas pelo satélite.

A expectativa é que toda a etapa de comissionamento da câmera dure cerca de dois meses, para então ser oficialmente considerado operacional.

Desse modo, as imagens do satélite Amazônia 1 podem ser postas à disposição da comunidade de usuários, através do catálogo de imagens do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

A vida útil do Amazônia 1 é de quatro anos, porém ainda haverá o lançamento de mais dois satélites (Amazônia-1B e Amazônia 2).


Imagem em destaque: Foto/Reprodução Internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo