Notícias

NASA realiza primeiro teste de táxis elétricos voadores da empresa Joby Aviation

A NASA, agência espacial norte-americana, está realizando os primeiros testes de táxis elétricos voadores da empresa Joby Aviation.

Siga-nos no Instagram

Os testes fazem parte de um programa de observação desses “táxis elétricos” em ação, onde devem determinar se são (ou não) seguros para passageiros.

Voos de teste das aeronaves devem ser realizados em um campo de aviação da Joby Aviation, em Big Sur, localizada na Califórnia até o dia 10 de setembro.

NASA realiza primeiro teste, onde deverá coletar dados

Por enquanto, a Joby é a primeira empresa do ramo de eVTOL que deverá participar da “Campanha Nacional de Mobilidade Aérea Avançada” da agência espacial.

A companhia até mesmo publicou em seu Twitter comemorando a sua década de pesquisa conjunta com a NASA em voos elétricos:

Para a Joby, “esta campanha de duas semanas estudará a pegada de ruído de nossa aeronave”, onde a NASA deverá coletar “dados acústicos e de desempenho de veículos”.

Entre os dados, estão informações sobre como o veículo se move, soa e também como se comunica com os controladores e os compara com helicópteros e outras aeronaves movidas a gás.

Esses dados devem ser utilizados para modelagem e em simulações futuras de conceitos de espaço aéreo.

No futuro, outras empresas de eVTOL também devem ter testes similares aos realizados com a Joby Aviation.

Regras para táxis elétricos voadores

Atualmente não existem táxis elétricos voadores, e por isso que a agência espacial norte-americana também deverá aconselhar a Administração Federal de Aviação (FAA) quanto às novas regras que devem ser criadas.

Segundo Davis Hackenberg, atual gerente de integração da missão da NASA AAM, a campanha se trata de um passo estratégico para acelerar a “linha do tempo” da indústria de AAM.

“Esses cenários de teste ajudarão a informar as lacunas nos padrões atuais para beneficiar o progresso da indústria na integração de veículos AAM no espaço aéreo”.

Davis Hackenberg

Apesar da companhia pretender lançar seu serviço em 2024, especialistas afirmam que pode levar até cinco anos para que a FAA conceda a certificação.


Fonte: Olhar Digital

Imagem em destaque: Foto/Reprodução Joby Aviation

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo