Notícias

Volkswagen anunciou que não fabricará mais motores à combustão

A montadora Volkswagen anunciou no último domingo (21/03), que não irá mais fabricar motores à combustão.

De acordo com Ralf Brandstaetter, o atual CEO, não há expectativa que os motores que utilizam combustíveis a base de petróleo sejam lançados novamente pela Volkswagen.

Segundo ele, ainda é preciso desse combustível que está no mercado por um certo tempo, mas ele devem ser o mais eficiente possível.

Além disso, todos os componentes que estão no mercado serão atualizados, a fim de atender todos os padrões de emissão de poluentes de cada país.

Desse modo, os carros da companhia que ainda não migraram para o padrão elétrico serão atualizados, mesmo que trabalhar com as peças existentes seja um grande desafio para grande parte das montadoras.

Volkswagen focará em veículos elétricos

Na entrevista à Automobilwoche, foi revelado que a expectativa é que a companhia tenha em sua frota os veículos elétricos, e que mais de 70% das vendas sejam desses carros até 2030.

Segundo o CEO, a intenção é que a Volkswagen tenha uma fatia de mercado de 50% dentro de 9 anos, tanto na China quanto nos Estados Unidos.

Outras marcas também abandonarão motores à combustão

Diversas outras empresas também devem abandonar os motores à combustão e optar por uma nova frota somente de veículos elétricos.

Entre as principais marcas que já anunciaram a mudança, estão:

  • Audi: a empresa deverá abandonar os motores à combustão até 2036.
  • Bentley: a montadora irá produzir somente carros elétricos a partir de 2026, sendo até lá, produzidos somente veículos híbridos.
  • Ford na Europa: a transição da marca para carros elétricos deverá ocorrer até 2026.
  • General Motors: a GM deverá produzir veículos à combustão por mais tempo, com estimativa de ter veículos elétricos em 100% da sua frota somente em 2035.
  • Mercedes-Benz: a expectativa para abandonar os motores à combustão está para 2040.
  • Volvo: a montadora também tem expectativa de abandonar os motores à combustão em breve, previsto para 2030.

A medida de abandonar totalmente os veículos com motores à combustão é devido a preocupação em reduzir a emissão do dióxido de carbono.

Os carros com esses motores são responsáveis por cerca de 72,6% da emissão de gases do efeito estufa, segundo o Relatório de Emissão Veiculares da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução Internet

Fonte: Tecmundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo