Sustentabilidade

Projeto de veleiro irá coletar resíduos e gerar energia

Um projeto de veleiro chamado “Manta” deverá coletar resíduos do oceano e também gerar energia.

O projeto SeaCleaners foi fundado pelo francês Yvan Bourgnon, que sempre se deparava com muito lixo plástico em suas travessias e corridas pelos mares.

Aproximadamente 8 milhões de toneladas de plástico são lançadas no oceano anualmente, e para combater a poluição plástica nos mares, o Manta foi criado.

O primeiro modelo do Manta deverá ser entregue ainda em 2024, e deve circular a América do Sul, África e também a Ásia.

Projeto de veleiro pode ser usado para emergências após desastres naturais

Se trata de um catamarã gigante de 56 metros, que pode coletar, processar e também recuperar grandes quantidades de plásticos do oceano.

O Manta é construído em aço de baixo carbono e conta com sistema de propulsão híbrido elétrico.

Segundo a SeaCleaners, o barco pode manobrar em baixa velocidade, coletando os resíduos em uma velocidade entre 2 e 3 nós (cerca de 3 a 5 km/h) e atingindo uma velocidade máxima de 12 nós (22 km/h).

Além disso, o catamarã pode receber até 10 cientistas a bordo sem haver quaisquer problemas com a velocidade.

Triagem manual

É através de esteiras coletoras que os resíduos são coletados, para então uma unidade de triagem manual faça a separação conforme o tipo de material que foi coletado.

Logo após, os resíduos são cortados em pequenos pedaços e encaminhados a unidade responsável por converter os resíduos em energia.

Energia do catamarã

No processo, até 95% é convertido em eletricidade através de pirólis, e é esta energia que alimenta todo o equipamento elétrico.

Além da geração por meio dos resíduos, que opera 75% do tempo de forma autônoma, o barco também conta com:

  • duas turbinas eólicas;
  • 500 m² de painéis solares;
  • dois hidro-geradores.

Capacidade de coleta do projeto de veleiro

O Manta deve retirar desde resíduos grandes até pequenos, com apenas 10 milímetros, e que estejam flutuando ou até um metro de profundidade.

A capacidade de coleta deve variar de 1 a 3 toneladas por hora, dependendo da densidade e da proximidade das camadas de resíduos.

Segundo a empresa, o objetivo é coletar aproximadamente de 5 a 10 mil por ano de resíduos nos oceanos.

Todos os dados coletados a bordo do Manta estarão acessíveis a comunidade científica e também a pessoas interessadas, de acordo com Bourgnon.


Fonte: Ciclo Vivo e The Sea Cleaners

Imagem em destaque: Foto/Reprodução SeaCleaners

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo