Inovação

GE está criando uma turbina eólica que pode “sugar” a energia de furacões

Furacões são um problema em diversas regiões do mundo, e por isso a GE está criando uma turbina eólica capaz de “sugar” a energia de furacões, conhecida como 4.2-117.

Essas turbinas estão sendo criadas, pois os modelos tradicionais somente suportem velocidades de até 42,5 metros por segundo, o que equivale a força de uma tempestade de categoria 1.

Essas tempestades acontecem com frequência, e por isso há a necessidade de construir uma turbina ainda mais forte.

Turbina eólica 4.2-117

A equipe de Barcelona da GE Renewable Energy está trabalhando 4.2-117, que é capaz de resistir a tufões de até 57 metros por segundo.

De acordo com Ismael Hidalgo, o gerente de engenharia onshore da GE Renewable Energy em Barcelona, se trata de turbinas de uma classe especial.

A turbina da General Eletric tem um diâmetro de rotor de 117 metros, a fim de reduzir a carga mecânica na torre, pesando cerca de 460 toneladas métricas.

Como resultado, a turbina eólica que pode “sugar” a energia de furacões é de 100 a 150 ainda mais pesada que uma comum, consequentemente, também é preciso um guindaste maior, sendo um custo extra.

Falando em termos de energia, ela contém energia de alto nível, gerando cerca 4,2 MW (aproximadamente 4,2e+6 watts ou 5.600 cavalos de potência).

Será preciso cerca de nove caminhões para transportar a turbina, e elas podem funcionar em qualquer lugar do mundo.

Protótipo do 4.2-117

Por fim, a General Eletric já começou a montar o protótipo da sua turbina que será “à prova de tufão/furacão” ainda em 2018.

O protótipo é realizado no Laboratório Nacional de Energia Renovável da Holanda, onde passa por diversos e variados testes.

Segundo Ismael Hidalgo, a turbina deve passar por essas simulações intensas e extremas a fim de verificar se os dados coletados correspondem as expectativas.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução Internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo