Notícias

Cientistas acreditam que água de Marte está presa abaixo da superfície

Em estudo publicado recentemente, pesquisadores afirmam que boa parte da água de Marte está presa no Planeta. Justamente porque segundo o Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), há 4 bilhões de anos, Marte tinha água abundante. 

Distribuída entre lagos, piscinas naturais e oceanos profundos. Desse modo, a quantidade de água corresponderia à metade do Oceano Atlântico! Mas hoje, é bem diferente, o que faz perguntar: o que aconteceu com a água de Marte?

Água de Marte: onde ela está?

Para os pesquisadores, o Planeta Vermelho, que inegavelmente já foi mais azul, possui parte de sua água abaixo da superfície. 

Ou seja, presa na crosta do planeta. Visto que a água “desapareceu” há 1 bilhão de anos, deixando a superfície marciana como está hoje. 

Sobretudo porque os cientistas fundamentam-se nas evidências da superfície do planeta para alegar a existência de água. Bem como, em análises de:

  • Material coletado pelos rovers da NASA, como o Perseverance;
  • Meteoritos;
  • Composição química da atmosfera marciana; 

Como resultado, a nova pesquisa do Caltech, diz que a quantidade de água presa abaixo da superfície, corresponde entre 30 a 90% do total que já existiu.

Outra teoria 

Antes dessa pesquisa, outras explicações foram dadas. Como a teoria de que toda a água do planeta teria escapado para o espaço. Principalmente, em decorrência da gravidade de Marte, que é menor. 

Entretanto, o Caltech acredita que apenas uma parcela evaporou. A saber, para eles, a maior parte (30 a 90%) ficou presa na crosta, abaixo da superfície do Planeta Vermelho. 

“O escape atmosférico claramente teve um papel na perda de água, mas as descobertas da última década de missões a Marte apontaram para o fato de que havia um enorme reservatório de minerais hidratados antigos, cuja formação certamente diminuiu a disponibilidade de água ao longo do tempo”, disse a coautora do estudo, Bethany Ehlmann, retirado do Phys.org.

Essa teoria é sustentada pela proporção de deutério em relação ao hidrogênio. 

Já que a água é formada por hidrogênio e oxigênio. Contudo, há mais de um tipo de hidrogênio, sendo o deutério um deles e o mais pesado. O que dificulta sua fuga pela atmosfera. 

Dessa forma, se toda a água de Marte tivesse evaporado para o espaço, haveria uma grande quantidade de deutério na atmosfera. 

Todavia, como essa quantidade não é constatada na atmosfera marciana, conclui-se que nem toda a água escapou. 

Esse é mais um passo para compreender Marte. E você, gostou de saber onde está a água de Marte? Então compartilhe! 


Imagem em destaque: Divulgação NASA / JPL-Caltech

Fonte: Olhar Digital

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo