Notícias

Estudo afirma que a reversão dos polos magnéticos pode deixar a Terra indefesa

Poderemos sentir o impacto do fenômeno que iniciou há 42 mil anos. Cientistas afirmam que as consequências da reversão dos polos podem ser catastróficas para a Terra.

Estudo apresenta cenário do planeta

Acima de tudo, hoje sofremos consequências de vários processos que começaram há muito tempo atrás. Nesse sentido, recentemente foi publicado um estudo na revista Science com colaboração de cientistas de várias nacionalidades sobre um fenômeno passado que afetará o futuro.

Este fenômeno é a reversão dos polos magnéticos da Terra. Há aproximadamente 42 mil anos aconteceu esa reversão, expondo a Terra à radiação que vem do espaço. Nesse processo, perdemos a proteção natural do planeta contra essa influência: nosso campo magnético.

A reversão dos polos afetar o planeta como um todo

Dessa maneira, perdendo a proteção natural do planeta, estamos mais suscetíveis às mudanças climáticas. Os cientistas afirmam, inclusive, que a perda da camada de ozônio também está relacionada à influência da radiação que recebemos.

Conforme o estudo, outros acontecimentos também estão interligados à reversão polar do planeta. A extinção das formas humanas que habitavam a terra também está conectada às diferenças de clima causadas por esse processo, como os neandertais.

Um tronco de árvore ajudou os estudos

De acordo com os pequisadores, um tronco de árvore foi fundamental para a realização do estudo. Essa árvore da espécie kauri possui aneis de marcação de tempo em seu tronco.

Fonte: Reprodução Revista Galileu

Estes aneis guardam informações importantes sobre as influências da reversão polar no ambiente. Ou seja, através de sua estrutura os cientistas conseguiram analisar as mudanças do ambiente durante o tempo.

O estudo criaram uma dinâmica de tempo em relação aos níveis de radiocarbono, e então puderam medir os efeitos da mudança dos polos desde o acontecimento.

Ainda não se sabe quando acontecerá uma nova reversão dos polos, mas com esse estudo é possível entender o que aconteceu na anterior. Mas a parte mais importante é entender como podemos nos antecipar e minimizar as consequências desse acontecimento.

Leia também: Estudo afirma que micro-organismos da terra podem viver temporariamente em Marte.

Então, gostou do conteúdo? Clique aqui e acesse o Engenharia Hoje para ficar por dentro das novidades sobre ciência e tecnologia.


Imagem destacada: Imagem/Reprodução: Superinteressante.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo