Notícias

Pesquisadores descobriram como aumentar a intensidade da luz em 1000 vezes

Já imaginou poder aumentar a intensidade da luz, multiplicando-a até mais de 1000 vezes? Com efeito, um estudo publicado recentemente mostrou que isso não só é possível, mas que já foi feito.

Pois um grupo de pesquisadores e físicos da Universidade de Rice, localizada nos Estados Unidos, aplicou técnicas e conceitos da plasmônica.

Procedimento que permitiu aumentar a intensidade da luz

A saber, esses pesquisadores conseguiram multiplicar a intensidade luminosa de um componente em nanoescala através de um fenômeno de combinação.

Em primeiro lugar, o procedimento foi feito usando as junções plasmônicas, que fazem ondulações nos elétrons em decorrência da incidência de luz no metal.

Assim, o experimento aconteceu da seguinte forma:

  1. Os físicos colocaram dois nanofios de ouro, com espaços pequenos entre eles, em movimento de junção plasmônica;
  2. Observaram as ondulações e se dissiparam ao chegar nas extremidades do nanofio;
  3. Buscaram aumentar a intensidade por meios conhecidos.

A princípio, viram que as ondas não se dissiparam após chegarem nas extremidades. Pelo contrário, produziram elétrons de grande quantidade de energia e alcançaram uma temperatura de cerca de 2000 °C.

Porque os elétrons parecem unir-se às cargas positivas, de modo a liberar os fótons, que emitem a luz. Em seguida, eles testaram as duas maneiras já conhecidas de aumentar a intensidade da luz, que são:

  • Submeter os dois nanofios de ouro, que estão divididos pela junção plasmônica, a um campo elétrico;
  • Atingir essa junção com laser.

Pois qualquer uma delas consegue aumentar a luminosidade, mas não em mais de 1000 vezes!

Por isso, resolveram aplicá-las ao mesmo tempo. Como resultado, descobriram que ao aplicá-las em conjunto, a emissão de luz fica bem maior.

Hipóteses

Contudo, os pesquisadores do estudo ainda não sabem o porquê desse aumento. Mas possuem hipóteses:

  • A primeira é que há uma combinação entre as portadoras eletro-ópticas, que geram mais elétrons quentes;
  • A outra é o efeito de Espalhamento Raman Eletrônico Anti-Stokes, o qual promove o relaxamento das portadoras quentes por meio da entrada de luz.

Por fim, os pesquisadores obtiveram sucesso ao aumentar a intensidade da luz em 1000 vezes. 


Imagem em destaque: Foto-Reprodução Internet

Fonte: Tecmundo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo