Sustentabilidade

Empresa criou geladeira de argila que refrigera alimentos sem usar energia elétrica

A Depresa, empresa mexicana, desenvolveu uma geladeira de argila, capaz de refrigerar alimentos sem necessitar de energia elétrica.

A geladeira, batizada de Ecoplanet, é totalmente ecológica e foi pensada para as famílias mexicanas que vivem em regiões carentes.

Nessas regiões, não existe eletricidade, fazendo com que os alimentos apodreçam rapidamente. Além disso, mesmo que houvesse eletricidade, as geladeiras também são um dos eletrodomésticos menos acessíveis a essas famílias carentes, que não possuem renda o suficiente para a compra.

Para isso a Depresa criou a geladeira de argila e diversos outros produtos, a fim de garantir uma melhor qualidade de vida das famílias.

Em seguida, saiba mais sobre a construção da geladeira:

Geladeira de argila feita com lama e areia

A geladeira é feita com lama e areia, formando a argila, que é muito encontrada em filtros de água aqui no Brasil.

Quando se trata da aparência da geladeira criada pela empresa, ela lembra um grande jarro de cerâmica. Segundo a Depresa, tudo ocorre através de princípios físico-químicos, da seguinte forma:

São dois recipientes de argilas, cada um é separado por uma grossa camada de areia e terra. Quando a geladeira é colocada a meia sombra, a água da areia evapora após algum tempo, fazendo a temperatura do equipamento cair, podendo atingir até -8º Celsius. 

Como resultado, os alimentos se mantem frescos e conservados por mais tempo, através da temperatura baixa e sem precisar de eletricidade para isso.

Apesar de não ser a primeira “geladeira de argila”, o modelo vem ganhando destaque ao redor do mundo, devido a sustentabilidade e também acessibilidade do equipamento.

Os modelos de geladeira feitas com argila costumam ser muito mais acessíveis, sendo ideais para as famílias carentes ou que não contam com acesso à rede de eletricidade, como no caso de áreas rurais, que nem sempre contam com acesso à essa rede.


Imagem em destaque: Foto/Reprodução: Internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo