Notícias

Pesquisador quer criar satélite gigante povoado por humanos na órbita de Ceres

Segundo o artigo publicado no arXiv, pelo físico Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, há uma nova ideia de colonização, desta vez, em um satélite gigante.

Esse satélite deve orbitar Ceres, um planeta anão que fica localizado no cinturão de asteroides entre Júpiter e Marte.

De acordo com o físico, ter uma estrutura que protegesse os habitantes da radiação solar e que fornecesse gravidade seria ideal em Ceres.

Desse modo, os habitantes viveriam em um satélite gigante, apesar da órbita estar próxima o suficiente para existir um elevador espacial.

Esse elevador, de 1023 km de comprimento, funcionaria a fim de transportar materiais da superfície para o satélite, a fim de construir e reabastecer.

Ceres não só conta com nitrogênio e dióxido de carbono o suficiente para realizar o projeto, como também têm água, segundo o portal Phys.

Como seria o satélite gigante?

De acordo com Janhunen, o satélite seria em forma de prato, com cerca de 1,6 km de comprimento e milhares de estruturas cilíndricas interconectadas em sua superfície.

Essas estruturas cilíndricas interconectadas em sua superfície tem como objetivo abrigar os humanos, além de fornecer espaço para outras atividades, como espaços recreativos e também agricultura.

Segundo o físico, a maior parte do satélite poderia ser construído a partir de materiais obtidos em Ceres.

Janhunen imagina em seu projeto um par de espelhos gigantes nos dois lados do satélite, que aproveitariam a energia solar.

Com o par de espelhos, o satélite em forma de prato, ficaria muito semelhante a imagem que temos de um molusco.

A gravidade para a população de 50 mil pessoas prevista também seria simulada rapidamente, ao girar o satélite na velocidade certa.

Por que não habitar outros lugares?

Entre as principais para habitar Ceres, e não outros lugares, como colonizar a Lua ou Marte, está em seu ambiente pouco hostil.

Tanto a Lua quanto Marte contam com ambientes hostis, contando com diversos perigos, sendo preciso construir uma estrutura grande para receber as milhares de pessoas.

Para realizar essa estrutura, seria preciso enfrentar novamente diversos problemas, entre eles a construção do projeto e onde a estrutura ficaria.

Nesse caso, Ceres seria um planeta anão ideal, visto que a construção seria facilitada pelo elevador espacial e também o projeto seria um “satélite”.


Imagem em destaque: Foto AP Photo/IMCCE, Paris Observatory, CNRS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo